sábado, 21 de janeiro de 2017

POESIA VIVA DO RECIFE : "MEU RIO" (fragmento), de Altair Leal






Meu rio Capibaribe, 
meu rio dos barcos de papéis, 
meus sonhos fluviais, meus sonhos, 
sonhos de margens, 
imagens em sombras flutuantes.   


Hoje não te sorvo, 
e a lembrança da tua água doce 
lacrimeja meus olhos 
turvando minha íris.  


E eu corpo e água, 
sentado ao teu lado 
molhando-me de saudades, 
e você, passando de perfil, 
margeando-me fétido. 
Oh! Meu grande rio... 
Meu rio Capibaribe. 


(Da antologia inédita POESIA VIVA DO RECIFE, 
organizada por Juareiz Correya) 


_____________________________________________________ 
ALTAIR LEAL (FERREIRA) - Nasceu em Limoeiro (PE) no ano 
de 1960. Participa há algum tempo da vida cultural do Recife e é 
membro de várias entidades culturais.  Atua em eventos e recitais 
de poesia nas cidades do Grande Recife. Escreve e edita folhetos 
de literatura de cordel.  Poemas publicados na antologia 
Marginal Recife - Coletânea Poética 5 (Prefeitura do Recife / 
Secretaria de Cultura / Fundação de Cultura Cidade do Recife). 
Publica o blog POESIA DE CUM FORÇA 
(http://panteracordelaria.blogspot.com.br) 
....................................................................................................... 
Acesse este poema na AGENDA CULTURAL / 
página "Giro Literário" 
- http://www.recife.pe.gov.br/agendacultural/



Nenhum comentário:

Postar um comentário