quinta-feira, 22 de outubro de 2015

"POESIA VIVA DO RECIFE" : ",MERCADO DA BOA VISTA" (fragmentos), de Aldo Lins





MERCADO DA BOA VISTA 
(fragmentos) 




Levanto-me neste dia que amanhece 
E atravesso o Portal de ferro  
E as Pilastras : "maçãs portuguesas"
Símbolos dos leilões de sombras.   

Onde já foi mercado de escravos 
Hoje vendem-se cravos e canelas, 
Cereais, legumes, frutas, carnes e ervas  
Para Eva ou Maria : "maçãs brasileiras".  


...................................................................................


Os mal tratados pela vida  
Boêmios, mobílias e dinossauros 
Desenham as diversas cores dos pratos  
Em pileques homéricos repletos de luz.   

Na Ribeira da Boa Vista 
Meu coração poema inacabado 
Solve os acordes de um pinho  
Entre pombos na praça da alimentação. 



(Da antologia POESIA VIVA DO RECIFE, 
organizada por Juareiz Correya) 



______________________________________________________________________________ 
ALDO LINS - Nasceu em Cajazeiras (PB). Cursou a Faculdade de Direito / 
Universidade Federal da Paraíba, em João Pessoa, onde iniciou  
sua trajetória literária. Em 2003, já residindo no Recife, lançou 
a primeira edição do livro Alma de Vidro (Editora Universitária /  UFPE). 
Organizou, com José Terra, o recital "Hospício Poético" (Recife, 2004) 
e organiza, mensalmente, o "Sarau da Boa Vista" (Bar Maremoto / 
Rua do Hospício, Boa Vista, Recife).  Publica o blog  
O Grito (http://poetaaldolins.blogspot.com.br) 

....................................................................................................................... 
Transcrito da AGENDA CULTURAL DO RECIFE  
- Setembro 2015 - 
(http://www.agendaculturaldorecife.blogspot.com)