sábado, 19 de novembro de 2016

POESIA VIVA DO RECIFE : "AS VOZES DO BECO DA FOME" (fragmento), de Wilson Vieira





 ................................................................................. 

O bulício dessas vozes 
por minha vida afora 
são vômitos que enlameiam 
os pregões da minha história ! 
Saltimbancos que me anunciam 
nas aldeias por onde passo 
os dedos que me apontam 
o cadafalso !


Por que tais vozes não calam  
o meu medo principal ? 
Por que só vomitam a gosma 
que me faz mal ? 


... Mas as vozes do beco cessam 
quando a chama, a voz serena, 
de outro povo, de outra Rua, 
recita um Novo Poema !    


(Da antologia inédita POESIA VIVA DO RECIFE, 
organizada por Juareiz Correya) 



________________________________________________________ 
WILSON VIEIRA - Nasceu em Barbalha (CE) no ano de 1939. 
Veio estudar no Recife aos 20 anos de idade.  Graduou-se em Física, 
fez mestrado e doutorado em Energia Nuclear na UFPE. É professor 
no CEFET-PE e na UPE/Poli. Publicou estes livros de poesia : 
Ditirambo e Pinguelo. Incluído na antologia Marginal Recife  
- Coletânea Poética 1 (Prefeitura do Recife / Secretaria de Cultura / 
Fundação de Cultura, Recife, PE, 2002),
........................................................................................................... 
Acesse a AGENDA CULTURAL DO RECIFE 
(Novembro 2016) 
- http://agendaculturaldorecife.blogspot.com